Assembleias

Três municípios tiveram contas reprovadas e TCE-PB imputa débitos a ex-gestores

foto:tcePb

Gastos sem comprovação, falta de recolhimento obrigatório para Previdência e excesso no pagamento para coleta de resíduos sólidos foram algumas das irregularidades que ensejaram a desaprovação das contas anuais das prefeituras de Taperoá (2019), Salgadinho (2017) e Coremas de 2016, pelo Tribunal de Contas do Estado nesta quarta-feira (26). Aprovadas foram as de Bom Jesus (2019).

O Pleno do TCE-PB apreciou uma pauta com 22 processos, entre prestações de contas, recursos, consultas e inspeções especiais.

Prefeituras – A falta do recolhimento das obrigações com a Previdência Social ensejou a rejeição das contas do então prefeito de Taperoá, Jurandir Gouveia Farias, relativas a 2019.

Despesas sem comprovação com material de construção e locação de máquinas motivaram a reprovação das contas do ex-prefeito de Coremas, Antônio Carlos Cavalcanti Lopes, a quem foi imputado um débito que ultrapassa a R$ 400 mil.

Já o ex-prefeito de Salgadinho Marcos Antônio Alves terá de reaver ao município, solidariamente com fornecedores, a quantia de R$ 233.3 mil, em decorrência dos prejuízos causados aos cofres públicos.

SESSÃO NA ÍNTEGRA: https://youtu.be/8MRH2cYsJck

Redação/AscomTCEPB

You may also like