Cidades

Diferença de preços de medicamentos genéricos, similares e laboratórios assusta Procon CG

foto google

Em Campina Grande os preços médios dos medicamentos genéricos estão 64,42 % mais baratos do que os de referência (marca), segundo pesquisa de preços divulgada pelo Procon Municipal. Foram 36 medicamentos mais usados pelo consumidor campinense, sendo 18 de marca e 18 genéricos.

Os preços médios dos genéricos com os de referência estão 64,42% mais baratos do que os de referência, o que pode representar uma economia significativa para o bolso do consumidor. A pesquisa foi realizada no último dia 28 (sexta-feira) em quatro farmácias e drogarias da cidade.

Diferenças

As maiores diferenças de preços, segundo o Procon-CG, foram encontradas no Losartana potássica de 50 mg (caixa com 30 comprimidos) com preços entre R$ 10,00 e R$ R$ 44,50 (uma variação de 345%). Outro que apresentou alta variação foi o Atenolol de 25 mg (30 comprimidos), com valor de R$ 7,27 até R$ 11,62 (variação de 59,83%).

Nos medicamentos genéricos, as maiores diferenças de preços registradas foram no Atenolol de 25 mg (30 comprimidos), com valor entre R$ 2,99 e R$ 9,22 (variação de 208,36%); Dipirona Monoidratada de 500 mg/ml (gotas 15ml), com valor entre R$ 1,99 e R$ 4,00 (variação de 101,01%; Paracetamol de 200 mg/ml (gotas, com 15 ml) cujo valor varia entre R$ 1,99 e R$ 6,25 (variação de 214,07%); e o Nimesulida de 100 mg (12 comprimidos), com valores entre R$ 3,99 e R$ 12,80 (variação de 220,80%).

 

Redação/Ascom

You may also like