Congresso e Ministros esperam vacinar metade dos brasileiros até junho e liberar novo auxilio em março

 
 

A expectativa veio de uma reunião entre o presidente do Senado Rodrigo Pacheco, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e os ministros Paulo Guedes, da Economia, e Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo.

Também na reunião discutiram sobre a vacinação contra a covid-19 e das reformas econômicas.  “Externamos aos ministros o desejo e expectativa do Congresso em relação a este momento. As prioridades absolutas são vacina e auxílio. Só deixarão de ser prioridades quando a pandemia acabar” — afirmou Pacheco.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, prometeu que metade da população brasileira já estaria vacinada até junho.

Para o auxílio, o presidente do Senado pretende inserir uma “cláusula de calamidade” na proposta de emenda constitucional para o novo pacto federativo (PEC 188/2019). O dispositivo permitiria abrir espaço fiscal e orçamentário para as despesas decorrentes do novo auxílio e, quer ver a PEC aprovada no início de março.

Redação/AgenciaSenado